Destaques

Newsletter

1.6.20

O que tenho feito durante a quarentena

Foto por Tatiana Syrikova no Pexels

Segunda-feira, 01 de junho de 2020, dia 77 da quarentena 
Contando os dias sem saber quantos dias ainda faltam...

Aqui na cidade onde eu moro, Belo Horizonte, a quarentena começou oficialmente no dia 16 de março (meu aniversário!), quando foi confirmado o primeiro caso de Covid-19. Desde então a minha rotina não mudou muito porque antes de começar o isolamento social eu estava de férias da faculdade, e logo quando as aulas começaram eu precisei trancar a minha matrícula, ou seja, estou em casa desde janeiro (152 dias!) saindo apenas para ir ao mercado.

Mas as pessoas que moram comigo tiveram suas rotinas alteradas e isso acabou afetando um pouco a dinâmica aqui de casa. O meu noivo está trabalhando de home office, meu irmão tendo aulas online e minha mãe está trabalhando normalmente porque é técnica em enfermagem e trabalha na linha de frente no enfrentamento da pandemia.

Alguns planos precisaram ser adiados, como o nosso casamento, mas o mais importante é focarmos em nos manter seguros da forma que pudermos. Desde então meus dias têm se resumido a viver um dia por vez, sem fazer muitos planos para o futuro porque não sabemos ao certo quando tudo voltará ao normal. 

No começo da quarentena eu passava o dia todo acompanhando as notícias sobre a pandemia e com o tempo percebi que isso estava me fazendo muito mal, principalmente porque eu faço parte do grupo de risco e por mais que eu tome todos os cuidados e siga à risca todas as orientações do protocolo de segurança, nem todo mundo que mora comigo está seguindo. Ainda estão indo a festas e frequentando ambientes com aglomeração, e isso foi me deixando cada vez mais desesperada, com sentimento de impotência e comecei ter crises de ansiedade. 

Há dias bons em que acordo animada e tenho um dia super produtivo e há dias ruins em que acordo super pra baixo e vivo a base de rolar o feed do instagram infinitamente e assistir vídeos no youtube. Então decidi tentar focar o meu tempo em cuidar da minha saúde mental fazendo coisas que me deixam feliz, sem cobranças, apenas para me manter firme da forma que posso enquanto as coisas não voltam ao normal. 

Então, o que eu tenho feito?

  • Confesso que li menos do que gostaria. Estou tendo muita dificuldade em me concentrar por longos períodos de tempo, e isso acabou afetando nas minhas leituras. Li apenas 2 livros nesses 6 meses. :( 
  • Voltei a desenhar e a praticar aquarela. Essa é, sem dúvidas, uma das atividades que mais está me trazendo paz. É quando eu consigo focar a minha atenção e me concentrar apenas no momento presente, me desconectando de todas as angústias e preocupações que estou tendo ultimamente.
  • Estou cozinhando muito mais. Cozinhar já era algo comum na minha rotina diária, pois eu sou a principal responsável por preparar as refeições aqui de casa, mas agora estou me aventurando a fazer receitas novas ou aquelas que antes só via a minha mãe fazendo. E agora decidi que quero fazer um curso para aprender técnicas diferentes e descobrir novos sabores.
  • Estou fazendo muitos bolos. Essa é uma das coisas que mais estou gostando de fazer na cozinha e quase todo fim de semana agora tem bolo aqui em casa. Já rolou bolo de chocolate, muitos bolos de cenoura com cobertura de chocolate (o preferido do pessoal aqui de casa), e o último foi de banana (que sobreviveu ao acidente da assadeira ter virado dentro do forno no bem meio do processo, confesso que ficou feio, mas delicioso! 😂).
Jogo de celular Minha Casa - Sonhos de Design

  • Viciei em um joguinho de celular. Eu não sou muito de jogar no celular, prefiro o videogame ou o notebook, mas desde que o isolamento social começou eu estou viciada nesse jogo (prova disso é que estou na fase 619!). Para quem quiser baixar: Minha Casa - Sonhos de Design
  • Voltei com o blog! Essa é, com certeza, uma das coisas que mais me fazem bem e aqui estou eu novamente no blog que sempre foi o meu refúgio, para onde eu corro quando quero me sentir em casa. Mas vou tentar levar o blog de forma mais leve, sem me cobrar tanto por não postar, ou por não achar que algum post ou foto está perfeito. Afinal, feito é melhor que perfeito, né? 
É isso, estou de volta! Como você está lidando com a quarentena e o isolamento social?

20 comentários:

  1. Minha quarentena começou bem parecida com a sua, eu estava de férias do trabalho então não mudou muita coisa.
    Tenho tido crises de ansiedade e alguns dias acordo pior que o outro, mas to tentando me animar, estou colocando minhas séries em dia, tentando produzir mais no blog, vivendo um dia de cada vez (:
    Que bom que está de volta, Carol ♡ espero que continue por aqui ♡♡♡♡
    entrenospicio.bloggspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dê, acho que estamos na mesma então... um dia de cada vez, tentando cuidar da saúde mental da forma que podemos. Obrigada pelo carinho ❤, de verdade. Também espero continuar aqui por bastante tempo.
      Beijos

      Excluir
  2. Olá!
    Fiquei feliz em saber que a sua rotina não mudou tanto mas, acabamos nos adaptando a rotina das pessoas que moram na mesma casa.
    Amei saber que nesse período voltou com o blog, que está fazendo vários bolos, estou fazendo muitas receitas por aqui também rs
    Desenhar é ótimo, além de ser uma terapia é muito bom praticar.
    Espero que tenha muitas ideias e que sua rotina fique ainda melhor.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa. Temos que fazer o melhor que podemos com o que temos, né? Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  3. Adorei ler seu post, chuchu. Adoro ler e ver como as pessoas estão passando esse período difícil.
    Minha quarentena começou de forma bem repentina... e eu estou a quase 80 dias em casa esperando as pessoas ficarem em casa (!!!). Tenho lido bastante, e isso tem me ajudado muito. O instagram, com meu amigos que também gosta de ler, também me ajuda e me deixa mais feliz :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana, também fico indignada quando penso que estou esse tempo todo em casa enquanto tem gente (próxima a mim, inclusive) que acha que é férias e tudo bem dar festinha em casa ou que tudo bem visitar parente no aniversário. É de revoltar a gente, né? Mas a gente tenta se cercar de pessoas e coisas que nos fazem bem e que nos fortalecem para seguir em frente... Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  4. Nossa! Aqui a quarentena começou com duas semanas de aulas presenciais e agora eu vou até me formar! As aulas continuaram em EAD e acho que ninguém que conheço trancou ou não conseguiu estudar. Período diferente pra todos nós, né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila, cada faculdade tem sua própria programação, né? Boas aulas e que sua formatura seja linda! Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  5. Nossa, me identifiquei muito contigo! Só não sei mais em que dia estou da quarentena, hehe Mas também estou lendo bem menos do que queria e cozinhando bem mais do que jamais imaginei! Outra coisa que fiz foi montar um quebra-cabeças! Já quero comprar outro inclusive

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Malu. Que legal! Faz tempo que não monto um quebra-cabeças, tenho vontade de montar um bem bonito e fazer um quadro com ele. Taí uma coisa pra fazer nesse isolamento social ;) Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  6. Que legal que você voltou com o blog, Carol!

    É uma pena que algumas pessoas próximas a você não estejam respeitando a quarentena :(

    Eu tenho lido mais do que o comum, porém menos do que eu gostaria. Ah, e eu amo ilustrar! Seja com aquarela, lápiz de cor, giz, qualquer coisa...traz uma paz imensa pra mim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vitória. Sou suspeita pra falar porque amo tudo que envolve arte. hahaha Ilustrar é uma das coisas que me dá mais satisfação, não abro mão de ter o meu momento. Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  7. Você acredita que eu faço bolo todo dia, só que de frigideira e muito bom. eu tbm voltei para o blog, quando começou essa quarentena. mas fora isso não faço mais nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise. Sou apaixonada por bolo hahaha. Mas nunca vi esse de frigideira, fiquei curiosa depois vou pesquisar a receita. Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  8. Mineiras de BH o/
    Durante esses últimos dias eu tenho me sentido muito apática com relação a tudo. Mal sei que dia é hoje e vivo apenas respirando e tentando cumprir minhas obrigações. É muito foda isso que você falou: mesmo seguindo todos os protocolos e tomando todos os cuidados, tem gente que não está nem aí e pode acabar infectando os outros. Parece que as coisas não estão melhorando (comecei a ficar ainda mais preocupada quando Kalil começou a dar entrevistas coletivas sem ofender a mãe de ninguém no meio delas).
    Enfim, a gente segue vivendo e esperando o que vai vir em seguida.
    Amo essas dicas de joguinhos para celular. Nesses últimos meses eu baixei Zombie Tsunami (outra vez, kkkkk) e estou tentando concluir todas as metas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Natalia. É bem isso que você falou, seguimos vivendo e esperando que virá em seguida. É o que nos resta a fazer.
      Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu também estou lendo muito menos do que gostaria, tendo várias crises de ansiedade e me viciei em 3 joguinhos de celular também, que são: My cáfe, manor café e Family Island. Fico jogando o máximo de tempo possível. Eu fiquei em casa desde 19/3, até a terceira semana de maio, trabalhei 3 semanas e voltei pra quarentena.
    O que nós podemos fazer nesse momento é se cuidar o máximo possível e ocupar nossas mentes com coisas que nós gostamos, que nem escrever (também voltei) e jogar joguinhos mesmo. Está tudo bem de fazer apenas isso, não precisamos ficar produzindo 1001 coisas e fazer mais 1001 outras coisas pra fazer render o tempo que estamos em casa.
    Que esses dias de quarentena acabem logo e o vírus vá embora, mas que a gente não abandone totalmente os nossos novos hábitos que nos fazem bem.
    Gratidão por ter visitado meu blog.
    Beijos
    Mundo de Nati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nati. Concordo com você, temos que focar nossa energia no que nos faz bem porque realmente não está fácil viver em 2020.
      Obrigada pelo comentário, beijos.

      Excluir
  10. Muito complicado esses tempos de pandemia. Também tenho lido menos que eu gostaria... na verdade, não tenho conseguido ser produtiva em nada e está tudo bem ficar ansiosa. O estranho seria conseguir manter a calma, kakak

    É uma pena que as pessoas que moram com você não estejam seguindo à risca o isolamento, mesmo tendo alguém do grupo de risco em casa. O problema em controlar a pandemia é isso, promover consciência nas pessoas. Isso é o mais difícil.

    Enfim, siga se distraindo mesmo, pintando, blogando, jogando. Nesse momento o importante é se manter segura e cuidar da saúde mental.

    Au revoir ♡
    Tecer Flores e Cheirar Livros

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Bateu saudade desse cantinho. Como você está?
    Saudade dos seus posts.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, deixe um comentário para alegrar o meu dia! Sugestões e opiniões são sempre bem vindas, mas spams e mensagens ofensivas não serão aprovadas. Se você também tem um blog, deixa o link no seu comentário! Vou adorar visitar o seu cantinho e deixar um comentário também! AH! E não esquece de ativar o "notifique-me" para ser avisado quando seu comentário for respondido!

Instagram @queridoafeto

© Pequeno Unicórnio – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in